Medição de desempenho de qualidade dos Tribunais de Contas inicia no TCM-PA


O Tribunal de Contas dos Municípios do Pará (TCM-PA), a exemplo dos outros Tribunais de Contas do Brasil incluindo o da União, já realiza as ações relativas ao Marco de Medição do Desempenho dos Tribunais de Contas (MMD-TC) para este ano de 2017, com a metodologia do Programa Qualidade e Agilidade dos Tribunais de Contas (QATC) e indicação da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon). O Marco permite aprimorar e fortalecer as atividades dos Tribunais por meio de autoavaliação a partir de boas práticas de diversos Tribunais e normas internacionais. Nesta edição, são 28 quesitos que servem como parâmetros de qualidade e avaliam a instituição como um todo.

A diretora de Planejamento do TCM-PA e presidente da Comissão de Avaliação do Marco de Qualidade na Corte de Contas, Karina Novelino, explica que esta é uma oportunidade para os Tribunais de Contas evoluírem a paritir da autoconhecimento. “O MMD-TC é uma ferramenta de extrema importância para que os Tribunais de Contas se conheçam e melhorem cada vez mais suas atividades meio e fim”, comentou Karina.

“Com a aplicação da metodologia do MMD-TC e QATC temos indicadores de desempenho que permitem a evolução dos Tribunais com oportunidades de melhoria, enteder as nossas práticas e, acima de tudo, maior agilidade no controle externo tendo mais benefícios para toda sociedade”, declarou o presidente do TCM-PA, conselheiro Daniel Lavareda, sobre a aplicação do Marco e do programa no Tribunal de Contas dos Municípios do Pará.

O programa, executado pela Atricon, foi iniciado em 2013 e envolve todos os setores do Tribunal, através da representação de servidores na Comissão. A lista com o nome dos servidores integrantes desta Comissão foi publicada na Portaria 638/2017, no Diário Oficial do último dia 09. São avaliadas áreas como secretaria, tempestividade, estratégia organizacional e outras. Os resultados da avaliação será divulgado em agosto deste ano.