Livro traz dicas para auxiliar os profissionais da educação na gravação de conteúdos pedagógicos


O livro “Dez Passos para o Ensino Emergencial no Rádio em Tempos de Covid-19”, produzido pelos pesquisadores do Núcleo de Estudos de Rádio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Luiz Artur Ferraretto e Fernando Morgado, traz dicas para auxiliar os profissionais da educação na gravação de conteúdos pedagógicos para os estudantes baseada na coloquialidade da conversa para o uso didático de espaços em emissoras de rádio. O livro está disponível para download gratuito acessando aqui.

Para ampliar o acesso à iniciativa, o Comitê Técnico da Educação do Instituto Rui Barbosa (CTE-IRB), a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), o Conselho Nacional de Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPTC), a Associação Nacional do Ministério Público de Contas (Ampcon) e a União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme) estão apoiando a divulgação.

De acordo com o presidente do CTE-IRB, Cezar Miola, a utilização do rádio para a disseminação de conteúdos e atividades aos alunos, principalmente para aqueles sem acesso à internet, “tem ainda um grande potencial para minimizar os danos causados pelas medidas de isolamento social, até mesmo para evitar o abandono e a evasão, preservando o vínculo dos estudantes com as instituições”.

Desde o anúncio do fechamento das escolas para atender aos protocolos de distanciamento social, o CTE-IRB passou a analisar as medidas necessárias para reduzir os impactos da nova realidade. Até o momento, foram publicadas seis notas técnicas para orientar a atuação dos TCs, principalmente em relação à oferta de ensino remoto, à distribuição da merenda escolar, à proteção de dados e à transparência das medidas adotadas pelos Executivos Municipais e Estaduais no contexto da pandemia.

Entre as recomendações, a Nota Técnica nº 01/2020 sugere aos Tribunais de Contas o acompanhamento e a fiscalização das ações desenvolvidas pelos entes públicos na área da educação. A NT também propõe que os TCs orientem os gestores públicos a estimularem a utilização de canais de TV e de rádio disponíveis para que conteúdos pedagógicos sejam oferecidos ao maior número de alunos possível.

Fonte: IRB