Prefeitura e Câmara de Tucuruí pedem apoio do TCM-PA para resolver crise no Município

Versão para impressão

A pedido da Prefeitura e Câmara de Tucuruí, o Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM-PA) vai fazer o acompanhamento da situação do Município, que passa por grave crise financeira. Esse foi o resultado de audiência concedida, nesta segunda-feira, dia 11 de junho, na sede do Tribunal, pelo conselheiro Cezar Colares, responsável pela 2ª Controladoria, que tem jurisdição sobre o município de Tucuruí.

Cerca de 35 pessoas participaram da audiência, entre as quais o prefeito de Tucuruí, Artur de Jesus Brito, e o presidente da Câmara Municipal, Benedito Couto , acompanhados de oito vereadores, secretários municipais e outros servidores. Eles expuseram a grave situação do Município ao conselheiro Cezar Colares, que estava acompanhado de servidores do seu gabinete e da 2ª Controladoria.

A comitiva de Tucuruí, integrada por representantes de vários partidos, deixou claro que estavam unidos no interesse comum de encontrar soluções para regularizar a situação no município, cuja dívida é de R$ 80,2 milhões, como agravante de uma dívida previdenciária que ultrapassa os R$ 400 milhões. O comprometimento da Receita Corrente Líquida do município com pessoal já chegou a 74,62%.

O conselheiro Cezar Colares informou que o TCM-PA vai fazer um acompanhamento da situação e verificar possíveis soluções para os problemas enfrentados, como o alto valor da folha de pagamento de pessoal. O Ministério Público Estadual também deverá acompanhar a situação, havendo a possibilidade de ser formalizado um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) para equacionar o problema.